Apontamentos

Nesta seção apresento comentários curtos sobre o noticiário e fatos relevantes.

A disputa de Moro é com Bolsonaro

Sergio Moro como alternativa ao PT em 2022 é ainda mais forte do que foi Jair Bolsonaro em 2018. Bolsonaro emergiu quando o PT o tratava como pária (e com isso atraiu inicialmente antipetistas), enquanto Moro surgiu desmoralizando Lula e sua turma. Um apanhava, outro batia. Bolsonaro canalizou o antipetismo incialmente de forma passiva, por ter o próprio PT o tratado insistentemente como alvo e por ter passado ileso por petrolões e mensalões. As investigações sobre rachadinhas só o alcançaram depois da eleição e seguem inconclusivas. Seu próprio antipetismo não o havia destacado do “baixo clero” antes de o antipetismo…

Leia e compartilhe

A inflação global de cada país

Estamos em período de inflação global, mas em cada país a oposição faz propaganda política da inflação, dizendo que é culpa do governo daquele país. Em parte, será; em parte, não. Qual o tamanho de cada parte? Pouco importa. É do jogo. Se não há garantia de honestidade intelectual nem na Academia, imagine o que esperar de políticos e da imprensa…

Leia e compartilhe

Eis a esquerda brasileira

O PT emitiu nota de “saudação às eleições nicaraguenses”, celebrando “grande manifestação popular e democrática deste país irmão.” A eleição “democrática” contou com a prisão de nada menos que sete opositores de Daniel Ortega. O PT esclarece que se trata da construção de “uma região de paz e democracia social”. Em entrevista para a revista Veja, o invasor de propriedades titular do PSOL, Guilherme Boulos, foi perguntado se considera Daniel Ortega um ditador e, se sim, porque o PSOL não percebeu isso antes (como se fossem mudar de posição ao “perceber” que algum de seus modelos ideológicos é um ditador…

Leia e compartilhe

Como o PT pretende pagar R$600 se é contra R$400?

Poucas semanas atrás, Lula manifestava seu desprezo pelo teto de gastos, seus companheiros petistas diziam que R$400 eram pouco e ecoavam seu desejo de que o Auxílio Brasil (ou Bolsa Família) fosse de R$600 ou mais. Como o presidente Bolsonaro está promovendo malabarismos fiscais para conseguir pagar os R$400, o PT ficou contra. Não querem saber de calote em precatórios e flexibilidade do teto. Ora, como então pretenderiam pagar R$600 sem furar o teto ou tomar dinheiro de alguém? Imprimindo reais? Isso é tomar dinheiro de todo mundo. O que querem realmente é o que sempre quiseram: ser contra. Não…

Leia e compartilhe

Como Ciro pode ajudar a eleger Moro

A oficialização (ou quase) da candidatura de Sergio Moro à Presidência da República já era antecipada por todos que estão prestando atenção. Olhando em retrospectiva, parecem perda de tempo os inúmeros debates sobre a criação de uma terceira via. Afinal, alguém realmente acredita que o Henrique Mandetta pode ser presidente? Alguém acha que o Luciano Huck representa um novo caminho para o país? Não e não. Estavam todos sonhando alto ou se cacifando para outras apostas. Sergio Moro é o candidato natural para o papel, por ser capaz de catalizar as angústias e esperanças de apoiadores e detratores de Lula…

Leia e compartilhe

Sergio Moro no segundo turno?

Com a candidatura de Sergio Moro prestes a se materializar, algumas coisas começarão a ter resolução. Uma delas é a tão falada terceira via. Os partidos e potenciais candidatos, confrontados com a candidatura de Moro, terão de decidir se embarcam ou se investem em chapas alternativas. Assumindo que Moro tenha apoio suficiente para se consolidar como terceira via, resta saber como reagirão o presidente Jair Bolsonaro, Lula/PT e, principalmente, os eleitores que ora apoiam uma e outra alternativa. Trato dos eleitores. Muito se fala na necessidade de uma terceira via para atender aos que rejeitam completamente tanto Lula como Bolsonaro.…

Leia e compartilhe

Não é fácil apoiar o governo, para quem não é bolsominion

Como eu disse em outra ocasião, nem todos os apoiadores do governo são bolsominions ou mesmo bolsonaristas. Alguns apenas acreditam que as alternativas são piores (até agora eram o Haddad/Lula, em 2018, e o Lula sem Haddad, em 2022, mas parece que haverá novidade). Agora, uma coisa é preciso dizer: incomoda demais a quantidade de fanfarrões e toupeiras que cercam o presidente Bolsonaro. Basta ter uma conta o Twitter para assistir ao espetáculo de asneiras. Esse é um dos graves problemas do governo, desde o início.

Leia e compartilhe

Receita de Anacronismo

Receita de anacronismo: Misture duas doses de Brizola com uma de Dilma, leve o resultado a um coach de public speaking (assim mesmo, em inglês) e você terá 90% de um Ciro Gomes. Os 10% que faltam serão completados pela fantasia de cada um de seus admiradores.

Leia e compartilhe

Uma Nota sobre a ‘Market Cap’ de Criptomoedas

Um amigo especulador de fim de semana comentou em um grupo que a capitalização total de criptomoedas (market cap, no vernáculo financeiro) alcançou o recorde global de US$ 2,65 trilhões. Segundo meu amigo, BTC só se compra. Se vender, é para recomprar depois de uma queda. Entendo que ele está convicto de que a bitcoin jamais perderá valor, exceto temporariamente, em ajustes de mercado que ele saberá aproveitar. Pode ser que o valor das criptomoedas — ou de algumas delas —, suba para sempre, e acima da inflação dos preços das coisas reais, denominados em moedas à moda antiga. Mas…

Leia e compartilhe

A CPI do Charlatanismo

A CPI da Covid (como qualquer outra) poderia ter servido para fazer uma boa faxina na roubalheira que assola o país, mas foi desde o início tratada como palco para auto-promoção de políticos e serviu principalmente para perseguir o presidente Bolsonaro. Vejam, não estou dizendo que o presidente fez ou deixou de fazer isso ou aquilo, mas que a CPI perde credibilidade ao se mostrar um instrumento direcionado a persegui-lo. A CPI apenas acessoriamente investigou e desvendou fatos ligados ao combate à pandemia, ao uso de recursos públicos, etc. Seu objetivo primário, ao menos para seus principais proponentes e defensores,…

Leia e compartilhe

E Se Bolsonaro Tiver Sido Vacinado?

Uma hipótese. Jair Bolsonaro deve estar vacinado há muito tempo, mas está investido num discurso que não pode contradizer sem custo. A revelação não seria um problema para o presidente diretamente, mas para uma larga camada de influenciadores, parte importante de sua base e militância, muitos dos quais estão pesadamente comprometidos com um discurso anti-vacina ou até conspiratório. Alguns deles eram nada antes da pandemia e multiplicaram seus seguidores espalhando teorias conspiratórias ou semeando confusão e medo. Muitos acreditam no que dizem, outros são oportunistas. Se o presidente assumisse publicamente que está vacinado, sem uma narrativa de transição, o dano…

Leia e compartilhe

O Fiasco de 12 de Setembro e o Panorama Eleitoral

Depois do fiasco das manifestações de 12 de setembro pelo impeachment do presidente Bolsonaro, algumas impressões me parecem dignas de nota. Em primeiro lugar, o óbvio: MBL e outros movimentos que não são de esquerda nem de direita (ou que ora flertam com a direita, ora com a esquerda, segundo a conveniência) mostraram ter cada vez menos relevância. Os protestos convocados por esses grupos foram um fracasso completo, o que ampliou a reverberação das manifestações bolsonaristas do 7 de Setembro. Resta ver como serão as manifestações de 2 de outubro, convocadas pelo PT e apoiadas pelo PSOL e outros agrupamentos…

Leia e compartilhe

Carregando…

Ocorreu um erro. Atualize a página e/ou tente novamente.

Inscreva-se em minha newsletter:

Receba artigos selecionados sobre política, cultura e sociedade.

Assinatura recebida!

Verifique seu e-mail e confirme a assinatura do boletim informativo.