Artigos e Ideias

Não Confie em quem Insinua que as Vacinas São mais Perigosas do que a Doença!

COVID-19 graphic representation
Photo by CDC

A vacinação contra a covid-19 tem avançado rapidamente no Brasil e os resultados são claros para quem quiser vê-los. De mais de 3.000 mortes por dia, alguns meses atrás, voltamos a ter uma média de 600 em setembro, e os números continuam melhorando. Uma parte desse efeito terá sido consequência do próprio curso natural da pandemia (a tal imunidade de rebanho), mas a melhora do cenário é em grande medida — em muito grande medida — consequência da vacinação.

Mesmo com esse cenário cristalino, muitas pessoas ainda têm receio de se vacinar. Algumas acreditam em teorias tão absurdas que nem sei se vale a pena tentar persuadi-las (as vacinas implantariam nanochips no corpo do paciente, fariam o paciente se tornar magnético, etc.). Esses, no entanto, são exceções, mesmo entre os recalcitrantes. O temor mais comum se refere ao receio de reações adversas, que podem levar à morte. Essas reações existem, sim, mas o risco que apresentam é muito menor do que o de morrer por contrair covid-19 sem vacinação prévia.

A decisão de se vacinar (e a decisão dos órgãos responsáveis de determinar quais grupos e em que ordem serão vacinados) deve ser baseada em uma comparação muito simples: qual é o risco de morrer pelo desenvolvimento de reações adversas a uma determinada vacina em comparação com o risco de morrer ao contrair a doença sem estar vacinado. E o risco apresentado por qualquer das vacinas disponíveis é muito menor do que o risco apresentado pela doença aos indivíduos desprotegidos.

Ao tomar a vacina, eu sabia haver um risco muito, muito pequeno de desenvolver algum efeito colateral e de morrer em consequência disso. Mas o risco de morrer de covid-19 por não estar vacinado era muito maior. E mesmo que eu tivesse morrido devido a complicações com a vacina, não teria sido errada decisão de tomá-la!

Diversos blogueiros e influenciadores anti-vacina vêm publicando relatos de pessoas que morreram por reações adversas à vacinação, muitos com claro intuito de insinuar (quando não o afirmam explicitamente) que a vacinação apresenta risco aos indivíduos. Isso só é verdade em um sentido muito restrito e afastado do mundo real. No mundo real, é mentira. Por quê? Porque no mundo real você não está apenas diante dos riscos da vacina, mas também e principalmente dos riscos da doença, e estes são muito maiores. Isso significa que no mundo real quem não se vacina tem muito mais risco de morrer do que quem toma as doses. Eventual morte de uma pessoa por AVC ou de outra por trombose não muda esse fato. Talvez seja demais tentar que todos entendam isto, mas mesmo quem morreu por reações à vacinação tomou a decisão certa ao se vacinar.

Os blogueiros e influenciadores que usam casos singulares para alegar que a vacina é perigosa são ignorantes, estultos ou, pior, desonestos. Não importa se o João morreu após tomar AstraZeneca ou a Maria, após receber Pfizer. O que importa é quantas pessoas no total morreram devido às vacinas em comparação com o número total de pessoas salvas por elas.

Como tentei mostrar acima, mesmo que eu tivesse tido o azar de enfrentar uma reação adversa e mesmo que tivesse morrido, a decisão de me vacinar foi correta. Qualquer que seja a razão para que queiram lhe infundir medo da vacina, estão lhe estimulando a tomar uma decisão que reduz suas chances de sobrevivência!

E esse tipo de propaganda afeta negativamente uma quantidade incalculável de pessoas que, por temor, fragilidade intelectual ou preconceitos, fazem escolhas erradas e podem pagar com sua saúde e sua vida pelas por elas. 

Inscreva-se em minha newsletter:

Receba artigos selecionados sobre política, cultura e sociedade.

Assinatura recebida!

Verifique seu e-mail e confirme a assinatura do boletim informativo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s