Corrupção Nas Vacinas: Quando A Culpa Também É Dos Acusadores

A CPI da Covid está promovendo grande espetáculo midiático e alimentando os jornais e redes sociais de opositores ao governo com um tsunami de acusações e insultos. Se o trabalho da comissão realmente desvendar casos de corrupção na compra de vacinas e conseguir prová-los, excelente. Melhor ainda se conseguirem fazê-lo sem humilhar os depoentes e sem outras formas de violência, como prisões arbitrárias. Mas isso me parece fora do alcance do Brasil de hoje.

Photo by cottonbro on Pexels.com

No que concerne ao problema concreto da lisura dos negócios públicos, e independentemente de ter ou não havido corrupção em contratos para compra de vacinas, uma coisa é clara: muitos dos que estão hoje acusando funcionários do Ministério da Saúde de ter pagado caro por vacinas ou feito contratos ruins estavam até recentemente pressionando o governo federal para comprar tudo o que estivesse disponível, com urgência máxima e a qualquer preço.

A ameaça que enfrentavam os gestores públicos e membros do governo, até então, era a de serem investigados e punidos pela lentidão em contratar. A pressão era para que todos dessem pareceres rápidos e favoráveis, que contratos fossem fechados com presteza e que as vacinas chegassem logo.

É claro que tudo que é feito de forma emergencial ou a qualquer preço se torna mais vulnerável a corrupção. Muitos dos políticos e jornalistas que hoje se dizem escandalizados com a forma atropelada como se tratou da aquisição de vacinas são os mesmos que fomentaram condições para erros de avaliação e desvios de conduta. Agora que as vacinas chegaram e continuam chegando, descobriram haver gente pronta a se aproveitar da situação que eles mesmos ajudaram a criar.

E insisto: digo isso independentemente de qualquer caso específico ainda sob investigação. Se houve roubo, estão errados os que roubaram, sem dúvida. Que sejam punidos. Mas estão também errados os oportunistas que protestam contra a ação cautelosa para depois denunciar os resultados do descontrole.

Inscreva-se em minha newsletter:

Receba artigos selecionados sobre política, cultura e sociedade.

Assinatura recebida!

Verifique seu e-mail e confirme a assinatura do boletim informativo.

Autor: Cesar Nascimento

Cesar Nascimento é diplomata. Instagram/Twitter/Telegram/LinkedIn/Revue: cesarapenas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s