Noticiário Comentado

O Conselheiro de Rodrigo Maia

Eis que, poucos dias depois de relatar minha perplexidade com a quantidade de pessoas adultas que têm Felipe Neto como referência política, o jovem youtuber é convidado pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, para tratar do projeto de lei sobre fake news que está em apreciação pelo Congresso Nacional. Não é pouca coisa. Muita gente que teria como contribuir não foi jamais convidada a opinar. Acho até que maior parte das pessoas que têm algo a dizer sobre qualquer coisa jamais foi ouvida sobre coisa alguma.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e o youtuber Felipe Neto.
O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e o youtuber Felipe Neto.

Numa nota positiva, Rodrigo Maia abre seu convite, publicado no Twitter, com crítica a ataques que Felipe Neto vem sofrendo no mundo virtual, com acusações que me parecem claramente levianas, as quais repudio. Abomino todas as perseguições e assédios, à esquerda e à direita. As pessoas têm de ser confrontadas pelo que dizem e fazem, e no que dizem e fazem, sem golpes baixos.

Dito isso, sofrer assédio online não qualifica ninguém a ser formulador de políticas públicas. Mas o presidente da Câmara não apenas convida o youtuber a “discutir e melhorar o PL”, como ainda promete “acelerar o projeto de combate às fake news”, apontando como justificativa “tudo que você [Felipe Neto] tem sofrido nesses dias”. Ora, a solidariedade do deputado pelo youtuber não pode ser paga pelos que sofrerão as consequências da legislação em debate. É preciso também dar ouvido às partes que querem uma discussão mais lenta e ponderada da proposta.

Rodrigo Maia convida Felipe Neto a opinar sobre PL das Fake News.

Agora, não é curioso como ninguém pensa em convidar políticos para ensinar a jogar videogames, mas ocorre ao presidente da Câmara chamar um gamer sem qualquer outra qualificação senão sua popularidade para se consultar sobre políticas públicas? Sinto até certa culpa e arrependimento por ter, certa vez, sigo grosseiro com um amigo que citou Caetano Veloso como argumento de autoridade.

De quebra, tentando pegar uma casquinha, Luciano Huck apareceu para ficar bem na foto, celebrando o diálogo e incluindo uma notinha de promoção pessoal na mistura, ao dizer que é preciso “impulsionar novas vozes no debate público”. Claro. Anotado.

Luciano Huck embarca na “photo opportunity”.

Pessoalmente, como cético que sou, acho que pode ter havido algum deslumbre com os 39 milhões de seguidores do influencer. Por favor, senhores, não estou julgando ninguém! Tudo está dentro da normalidade. Que político não sente um calorzinho quando pensa em multidões? Se pouco mais de 74 mil votos podem levar alguém à Presidência da Câmara, imaginem quanto suor não correria por uma menção favorável numa partida de Minecraft bem divulgada?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s